Eleições Conselheiros Sistel: Chegou a hora de escolher nossos representantes na Sistel. Veja porque e em quem você pode votar a partir de 12 de março.

Só quem tem a senha em mãos ou já solicitou sua 2° via à Sistel até o dia 20/2 é que poderá votar para escolher nossos representantes nos Conselhos Deliberativo e Fiscal da Fundação Sistel.

É muito importante nossa participação nesta eleição, pois somos apenas 4 conselheiros deliberativos a serem eleitos frente 8 conselheiros designados pelas empresas patrocinadoras.

Governança na Sistel:

Todas as decisões na Sistel passam e devem ser aprovadas pelo Conselho Deliberativo, órgão máximo da governança Sistel, por maioria simples de votos (7), havendo ainda a necessidade de um dos representantes, entre as duas patrocinadoras majoritárias no Conselho (Oi e Telefônica), aprovar o tema proposto. Com isso uma das duas patrocinadoras sempre tem o poder de veto na Sistel, mesmo possuindo 8 representantes no conselho enquanto os participantes e assistidos só possuem 4 representantes eleitos.
Isto explica bem porque os superávits do plano PBS-A não foram ate hoje devidamente distribuídos, porque o déficit do PAMA não foi coberto integralmente pelas patrocinadoras e porque nossos pleitos dificilmente são aprovados.
Já o Conselho Fiscal, formado por 2 representantes dos participantes e assistidos e 6 das patrocinadoras, tem a função de fiscalizar os resultados apresentados pela Diretoria Executiva, que por sua vez tem a atribuição de elaborar e executar as funções determinadas pelo Conselho Deliberativo.
Na Sistel a Diretoria Executiva não tem representantes dos participantes e assistidos e tanto seu presidente como os outros 4 diretores são escolhidos pelo Conselho Deliberativo.

Mudanças necessárias:

Como se observa, estando em minoria, os 1/3 dos conselheiros representantes dos participantes e assistidos pouco podem fazer para defender nossos interesses enquanto a governança da Sistel não for profundamente reformulada e passe a ser equilibrada com uma representação paritária. Para tanto e’ necessário que os representantes eleitos pelos participantes e assistidos estejam unidos e votem sempre em bloco e em favor desses interesses, diferentemente do que ocorreu em algumas ocasiões ao longo das duas ultimas gestões.

Precisamos eleger um quadro coeso de conselheiros para que discuta antecipadamente e internamente, no âmbito da Fenapas (Federação Nacional das Associações de Aposentados, Pensionistas e Participantes em Fundos de Pensão de Telecom), nossas reivindicações emanadas das Associações afiliadas de todo Brasil que nos representam e convivem diariamente conosco.

Para este fim a Fenapas possui e recomenda 6 chapas de candidatos nas 4 regiões eleitorais do Brasil, que são apresentadas acima

 

Em todo Brasil, de preferência a estes candidatos para iniciarmos a tão desejada mudança e democratização na Sistel, ou seja, passarmos a ter voz e direitos iguais, pois no mínimo 50% das reservas de nossos planos são ou foram investidos durante nossa fase de participante ativo. Somente os candidatos acima poderão reivindicar junto a Previc o respeito a Lei Complementar 109/2001 que preconiza a defesa dos direitos dos participantes e assistidos de fundos de pensão.

By |2018-02-23T13:15:09+00:00fevereiro 23rd, 2018|
X